22/05/2018

Vereadores de Holambra votam contra fiscalização ao Executivo  

Requerimento a respeito da operação ‘Prato Feito’ foi rejeitado pela maioria dos legisladores

Da redação 

A Câmara de Vereadores de Holambra sediou, na noite desta segunda-feira (21), a 12º Sessão Ordinária do ano no município. Dentre as pautas colocadas à mesa pelos legisladores, uma chamou a atenção pela decisão dos mesmos em relação a um requerimento elaborado pelo vereador Serjão (SD).

O documento pedia a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) a fim de analisar contratos que possam oferecer dados a respeito da operação Prato Feito, deflagrada pela Polícia Federal em Holambra (e em outros 29 municípios paulistas) nas últimas semanas. De acordo com o requerimento, a comissão teria como principal objetivo “solicitar a exibição de documentos e prestação de esclarecimentos, pelos seus responsáveis; fazer diligências; intimar testemunhas para tomar seus depoimentos e proceder verificações contábeis”.

A CEI seria composta por cinco vereadores a serem sorteados, e teria 90 dias (três meses) para efetuar as investigações. Finalizado o período, um relatório seria emitido, com a exposição dos fatos apurados, provas colhidas, testemunhas ouvidas, conclusão e sugestão das medidas a serem tomadas, com sua fundamentação legal, a qual seria protocolado na secretaria da Câmara, lido no Expediente da primeira Sessão Ordinária subsequente, para conhecimento da população.

Acontece que a tal CEI foi rejeitada na sessão dessa segunda-feira (21), por cinco votos a quatro. Votaram a favor das investigações ao Executivo o vereador Serjão (SD), autor do requerimento, e os legisladores Jacinta Heijden (PSDB), Cido urso (PTB) e Pernambuco (PSD).

Contrários à fiscalização, Naiara Hendrikx (MDB), Lucas Simioni (PP), Edison da Farmácia (PV), Jesus da Farmácia (PSD) e Mário Sitta (PSDB) votaram por rejeitar o requerimento.

Vale lembrar que “não vão escapar da justiça de Deus”, “sou a favor da apuração rigorosa dos fatos” e “vou procurar auxiliar no que for possível” foram algumas das frases ditas por vereadores contrários ao requerimento na semana passada, quando a operação ‘Prato Feito’ foi tema de diversos pronunciamentos na Câmara. Você pode relembrar o que cada um disse na ocasião clicando aqui.

Leia mais

Polícia Federal investiga suspeita de fraude na merenda escolar de Holambra

PF cumpre 5 mandados de busca e apreensão em Holambra

Prefeito Fernando Fiori (PTB) comenta sobre Operação Prato Feito 

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.