20/12/2018

UniFAJ fica entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil em ranking divulgado pelo MEC

Instituição recebeu o Selo de Qualidade dos Cursos Estrelados pelo Guia do Estudante

Informe Publicitário

A UniFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna) mais uma vez ocupa lugar de destaque no ranking anual de qualidade do ensino superior, segundo o Ministério da Educação (MEC). O Índice Geral de Cursos (IGC) coloca a IES de Jaguariúna entre as melhores do Brasil. Os resultados foram divulgados no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta terça-feira (18 de dezembro).

A nota do IGC varia de 1 a 5. As instituições com 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias. Segundo o relatório, mais da metade dos cursos se encontra na faixa 3. Nas duas avaliações de excelência, 36,3% dos cursos ficaram na faixa 4 e apenas 2,3% deles alcançaram a 5. A UniFAJ, que teve 22 cursos avaliados, ficou com a nota 4 e sendo classificada entre os 47 melhores centros universitários do Brasil.

“Dessa maneira, a UniFAJ reforça seu crescente reconhecimento como IES com visão inovadora, ensino de altíssima qualidade com foco em atividades práticas e sólido vínculo com o mercado de trabalho nacional e internacional”, destaca o pró-reitor acadêmico da UniFAJ, professor José Carlos Pacheco Coimbra.

De acordo com o diretor da UniFAJ, professor Flávio Fernandes Pacetta, o resultado positivo é fruto de um trabalho em equipe, envolvendo o setor administrativo, alunos, diretores e especialmente professores que se dedicam no dia a dia do aluno e a coordenação que se empenha diariamente na aplicação do projeto pedagógico do curso. “Quando trabalhamos com dedicação e foco, sempre temos um bom retorno”, afirma o diretor.

A UniFAJ trabalha sua diretriz pedagógica por meio da capacitação dos professores e inovação das técnicas de ensino, como a metodologia ativa, já adotada como diretriz da Instituição. O método internacional usado em grandes universidades como Harvard e Anderson University é um conceito educativo que incentiva a análise e reflexão no processo de ensino e aprendizagem do aluno.

O diretor lembra que os cursos da UniFAJ têm notas máximas em avaliações do MEC (Ministério da Educação) e no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes). “Nosso curso de Medicina Veterinária, por exemplo, mais uma vez está entre os melhores do Brasil. Segundo o RUF (Ranking Universitário Folha 2018) divulgado recentemente, o curso ocupa o 2º lugar no ranking nacional entre os Centros Universitários privados. São diversas conquistas nos últimos anos, fato que colocou a instituição entre os destaques nas principais avaliações do país”, cita.

Outro reconhecimento ao desempenho da UniFAJ foi divulgado agora no mês de novembro, quando a Instituição recebeu o Selo de Qualidade dos Cursos Estrelados pelo Guia do Estudante por meio dos cursos de Administração, Ciência da Computação, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física (Bacharelado e Licenciatura), Enfermagem, Engenharia de Controle e Automação, Farmácia, Fisioterapia, Medicina Veterinária, Nutrição e Psicologia.

DCIM100MEDIADJI_0009.JPG

Índice Geral de Cursos

Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado anualmente pelo MEC, é fruto de média ponderada das notas de cursos de graduação e de mestrado e doutorado. Leva em conta a média dos CPC (Conceito Preliminar de Curso) dos cursos avaliados nos últimos três anos, ponderada pelo número de matrículas em cada um deles, a média dos conceitos da avaliação CAPES dos programas de pós-graduação stricto sensu na última avaliação também trienal e ponderada pelo número de matrículas nos programas.

Além disso, também entra no cálculo do IGC, a distribuição de estudantes entre cursos de graduação, pós-graduação (quando há programas stricto sensu).

Como o IGC considera o CPC dos cursos avaliados no ano do cálculo e também os CPC dos dois anos anteriores, sua divulgação refere-se sempre a um período de três anos. Dessa forma o IGC compreende a análise de todas as áreas avaliadas previstas no Ciclo Avaliativo do Enade de 2014, 2015 e 2016.

No levantamento divulgado nesta terça-feira, foram considerados os cursos de Ciências Exatas, Licenciaturas e áreas afins, como Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Educação Física, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia Química, Pedagogia, Geografia e Sistema de Informação.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.