10/02/2019

“Sou pré-candidato a prefeito de Holambra em 2020”, afirma Cido Urso

Em entrevista, vereador falou sobre desafios que o próximo prefeito irá enfrentar

Michael Harteman

Cido Urso (PTB) foi o candidato a vereador mais bem votado em 2016, recebendo a confiança de 558 moradores. De lá pra cá nunca negou sua vontade de ser prefeito da ‘cidade das flores’. Mas agora ele afirma: “Sou pré-candidato a prefeito de Holambra”. Em dezembro de 2018 o parlamentar foi eleito para ocupar na Mesa Diretora da Câmara Municipal, mas nos últimos dias anunciou que deixaria a função.

O Portal Holambrense conversou com Cido Urso (PTB) sobre esses assuntos, além da visão política que o vereador tem de Holambra. Confira a entrevista na íntegra:

Cido, por que você tomou a decisão de deixar a mesa diretora da Câmara Municipal? Tomei a decisão por motivos particulares. Um dos principais pontos que me fez sair foi o compromisso que tenho todos os dias no atendimento, acompanhamento e aconselhamento junto a população de Holambra. Além disso, desde 2018 eu venho fazendo curso de Gestão Pública, estou me dedicando muito e, como as reuniões geralmente não têm horário certo para serem realizadas, as dificuldades seriam grandes. Por isso decidi continuar com o meu trabalho junto à população e a dedicação necessária no curso de Gestão Pública.

As eleições municipais começam a se desenhar. Você já disse que tem vontade de ser prefeito de Holambra. Irá se candidatar para o cargo em 2020? Sim, sou pré-candidato a prefeito de Holambra em 2020. Acredito que as experiências adquiridas nesses 10 anos como vereador servem de base na tentativa do Poder Executivo. Nesse período eu tive a oportunidade de participar de diversas palestras, cursos, simpósios em várias cidades, como São Paulo e Brasília. Tive a oportunidade de protocolar solicitações de emenda na Assembleia Legislativa. Fui contemplado com emendas para Holambra no valor de R$ 250 mil para recapeamento. Além disso tive a oportunidade de protocolar solicitações de emendas na Assembleia Federal. Ou seja, tenho total domínio dos assuntos da Câmara Municipal. Tenho também uma visão de como funciona a prefeitura. Além disso o curso de Gestão Pública que venho fazendo me ajuda bastante. Tem também o contato com a população, que é o mais importante, conhecendo as necessidades da população e os principais desafios que o gestor público tem que ter em nossa cidade. Me considero preparado.

Quais você acha que seriam os principais desafios como prefeito de Holambra? Como gestor, acredito que o próximo prefeito de Holambra terá um desafio muito grande na área de educação. Em 20 anos não foi construída nenhuma escola dentro do município, isso é preocupante. Vimos recentemente uma liminar da promotoria obrigando, em um prazo de 90 dias, que o prefeito terminasse uma creche para zerar o número de pessoas esperando vagas em creche. Temos o bairro imigrantes, provavelmente 3500 pessoas moram naquela região e você não tem uma escola ali, eles têm que vir para as escolas do centro. Já na saúde eu digo que Holambra precisa ampliar as especialidades no atendimento, ampliar a policlínica e principalmente ter um convênio de saúde, a cidade não pode ficar refém somente do sistema do SUS. Holambra tem uma das principais receitas da Região Metropolitana de Campinas, por isso o próximo prefeito tem que melhorar a cada dia a saúde da população. Além disso tem a questão da segurança. Com o crescimento da cidade bem a criminalidade. O tráfico de drogas acaba crescendo. É preciso aumentar a quantidade de policiais militares na cidade e dar condição de trabalho para eles. É preciso também construir um posto da guarda municipal do Imigrantes e fazer com que o monitoramento da cidade seja 24 horas. O próximo prefeito terá bastante trabalho nesse sentido. Tem que ser coerente na distribuição dos recursos municipais entre o setor de turismo e o social do município. A previsão é que nossa população saia de 13.800 para 28.000 nos próximos 10 anos. Para concluir, o esporte também seria uma das prioridades, com mais modalidades esportivas para melhor atendimento ao público em geral. Outros desafios como prefeito seria regularizar e ser justo nas cobranças a coleta de lixo das residências, ou seja, os grandes geradores precisam pagar um valor diferenciado e não a mesma taxa que a população num todo paga. Também teria como desafio regularizar e reivindicar melhores serviços e mais qualidade na água potável de Holambra, além de uma investigação nas variações dos valores cobrados.

Qual é a sua avaliação da atual gestão municipal? A minha avaliação é regular. Se olharmos o lado do setor turístico, como praças e jardins está, muito bom. Mas quando olhamos para o lado social, o acolhimento das pessoas deixa muito a desejar, principalmente na educação, com a falta de professores e a queda na qualidade da merenda escolar. Falta constante de medicamentos, principalmente para pessoas com doenças graves, e programas sociais que não atendem as necessidades da população que mais necessita. Então, no meu ponto de vista, classifico como regular. A nossa população precisa ser priorizada e, só depois, o turismo. Inverteram as prioridades.

O que você ainda quer fazer como vereador de Holambra, até o final do seu mandato? Até o final do mandato vou continuar me dedicando exclusivamente a minha vida na política, acolhendo a população, buscando alternativas para suprir suas necessidades através de indicações, projetos de leis e requerimentos. Continuarei sendo um vereador presente, sempre ao lado da população, afinal esse foi o compromisso firmado em campanha.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.