20/02/2019

Salários de prefeito, vice e vereadores serão reajustados em Holambra

Acréscimo é de 3,78% para todos os cargos

Michael Harteman

A Câmara Municipal de Holambra, em sessão realizada na noite desta segunda-feira (18), aprovou um reajuste salarial para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores. O acréscimo no pagamento dos políticos é de 3,78%. O aumento foi proposto através do Projeto de Lei 5/2019 e 6/2019.

O aumento corresponde à reposição da inflação no período de 1 ano, que é medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O aumento é previsto no artigo 37, inciso X da Constituição.

Com o reajuste, o prefeito de Holambra, Dr Fernando Fiori (PTB), passa a receber um subsídio de R$ 14.168,10. Já o cargo de vice-prefeito, ocupado atualmente por Fernando Capato (PSD), terá um novo salário de R$ 7.084,05. Até o momento, os salários de prefeito e vice eram de R$ 13.562,05 e 6.826,03, respectivamente. O PL que tratou desses aumentos foi o 005/2019.

Já o documento que trata do reajuste dos parlamentares foi o 006/2019. De acordo com o PL, o edil passa a receber o valor de R$ 3.608,21 mensais. Já para o presidente da Casa de Leis, o salário passa a ser de R$ 4.329,85. O antigo montante recebido por vereador e presidente era de R$ 3.476,79 e R$ 4.172,14, nesta ordem.

O acréscimo nos salários já é referente ao mês de fevereiro de 2019 em diante, assim como acontece com o aumento dos servidores públicos. Ambos os projetos foram aprovados por unanimidade pelos representantes do Poder Legislativo que estavam presentes na sessão. O único a não votar, como pede o Regimento Interno, é o presidente da Câmara, Janderson Adriano Ribeiro (PP), o Chiba.

Leia mais

Vale-Alimentação de servidores de Holambra terá aumento de 100%

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.