11/03/2019

RMC recua em número de empregos; Holambra avança

Dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

Diego Faria

Um levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, aponta que os empregos formais na Região Metropolitana de Campinas (RMC) tiveram queda. Holambra, no entanto, registrou números positivos.

Conforme os dados divulgados pelo Caged, a queda de empregos formais na RMC chegou a 37,1% na estatística. A análise levou em consideração os meses de janeiro de 2018 e 2019. No período do ano passado, a RMC obteve a marca de 2.499 contratações com carteiras assinadas, já no primeiro mês desse ano (2019), as contratações obtiveram a marca de 1.570 registros, expressando uma redução de até 929 vagas.

Holambra (SP) apresentou resultado positivo na pesquisa do Caged. A cidade, no ano passado, teve 93 admissões no referido período do levantamento e, em 2019, demonstrou 100 novas contratações. Já a cidade mais populosa da região, Campinas (SP), teve a abertura anual com 48 contratações a menos do que 2018.

Artur Nogueira está entre os municípios que demostraram queda nas contratações de empregos formais. O ano de 2018 teve abertura com 24 novos registros, já 2019, demonstrou a redução de 21 admissões. A cidade mais populosa da região, Campinas (SP), teve a abertura anual com 48 contratações a menos do que 2018.

Engenheiro Coelho (SP), que começou 2018 com 55 novas de emprego ocupadas, marcou janeiro 2019 com menos 83 registros. O município da RMC com maior índice de admissões empregatícias foi Indaiatuba (SP), com 366 contratações em 2018 e, 421 em 2019.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.