09/04/2019

Remédios devem ficar mais caros em Holambra

Informação é da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma)

Da redação

Segundo a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o preço dos remédios devem aumentar neste mês. O reajuste anual, já previsto, será proporcional de 4,46%. Consumidores já começaram a sentir o aumento em Holambra.

Segundo a associação, a mudança leva em consideração fatores que e influenciaram a produção de medicamentos, como o impacto da energia elétrica, a produtividade das indústrias e até mesmo o câmbio. Apesar do aumento ser previsto para abril, os preços já começaram a ser repassados em Holambra.

Célia Domingues, moradora de Holambra, conta que já acha os preços dos remédios muito elevados. “É abusivo os remédios serem caros, a maioria das pessoas tomam remédios de alto custo”, exclama a moradora. Célia também conta que com frequência precisa de medicamentos para o filho, mas que raramente precisa comprar. “Consigo eles na farmácia do município, só compro quando estão em falta mesmo”, comenta.

Quem também critica o aumento é o morador Moisés Antônio Pozzolini. “Já pagamos muitos impostos, e não esperamos ficar doente, a doença vem de surpresa, e não é uma conta que estava programada, se o valor do remédio for muito caro, compromete no orçamento mensal”, ressalta o morador.

O reajuste geralmente é feito com três níveis de porcentagem. Para calcular o aumento, a indústria farmacêutica leva em consideração os medicamentos de alta, moderada e os de baixa concorrência. Ou seja, quanto mais empresas fabricando, maior a concorrência.

…………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.