03/06/2018

Reabastecimento das lojas de Holambra deve levar 20 dias devido a greve

Informações são da Associação Comercial do município

Da redação 

Doze dias após o início da paralisação dos caminhoneiros, registrada em 25 estados brasileiros mais Distrito Federal, Holambra segue sentindo os reflexos da greve das mais diversas formas. Após os postos do município ficarem sem combustível, as aulas da rede pública serem suspensas e o transporte metropolitano sofrer alteração nos horários, é a vez de quantificar o prejuízo das empresas holambrenses.

Segundo a Associação Comercial e Empresarial (ACE) do município, houve um aumento do movimento nos supermercados de Holambra, o que fez com que diversos itens faltassem das prateleiras. Produtos perecíveis foram os primeiros a findar, o que afeta, segundo a entidade, a alimentação fora das residências, como restaurantes e lanchonetes.

No varejo, ainda de acordo com a assessoria da ACE, houve prejuízo também nas empresas que trabalham com bens não perecíveis, como vestuário, devido a redução do consumo. “Estima-se que o movimento de clientes caiu em torno de 15% em relação aos dias convencionais, em razão da dificuldade de transporte e, também, porque o consumidor tende a frear o consumo durante crises”, explicou a Associação.

“Também há problemas estruturais em boa parte das empresas, com diminuição de mão-de-obra, particularmente porque Holambra recebe muitos trabalhadores de outras cidades”, conta a nota enviada ao Portal Holambrense.

A orientação é que as empresas devem remanejar estoques e tentar fornecedores alternativos, sempre que possível. Havendo necessidade de interromper as atividades, os estabelecimentos devem comunicar os clientes, evitando que os consumidores se desloquem até a empresa. “Assim, devem indicar o período em que estarão ausentes e a previsão de retorno”, finaliza a orientação da ACE Holambra.

Estima-se que o reabastecimento total do varejo no município, especialmente na área de perecíveis, demore em torno de 20 dias após o encerramento da greve. Em relação aos funcionários, havendo ausência ou necessidade de interrupção das atividades, as empresas devem procurar a orientação de seu contador.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.