15/10/2019

Quem foi Bentão? Conheça o homem que fez história em Holambra

Famoso pela simpatia e por dar um sentido diferente e ainda mais bonito para cada florescer

Mariana Avanzzi

Se você mora em Holambra certamente já ouviu falar do Bentão. Sim! Aquele que foi homenageado ao ter uma praça batizada com seu nome. Pois é, o ex-servidor público era responsável por deixar a Cidade da Flores ainda mais enfeitada, mas também era famoso pela simpatia e por dar um sentido diferente e ainda mais bonito para cada florescer.

Filho de Altino Silveira e Jandira Tobias, Bento Euzébio Tobias, o Bentão, perdeu a mãe com sete anos de idade. Com uma infância marcada por dificuldades, aos 11 anos veio de Santo Antônio de Posse (SP) com o pai que era ordenhador. Acostumado com a vida simples do interior, foi aqui onde Bentão cresceu, fez história e eternizou momentos através do paisagismo. Todas as praças ficavam mais bonitas graças ao Bentão, era ele quem chefiava as equipes de jardinagem do município. E o carinho com que ele cuidava de tudo deixou um legado de beleza nas praças e jardins, uma beleza que é fruto do seu trabalho, dedicação e amor pelas primaveras.

Quem relembra os melhores momentos desse holambrense que fez história são três mulheres; esposa, irmã e filha de Bentão. Segundo Maria de Fátima Tobias, irmã de Bentão, ele começou a ficar conhecido na cidade em competições de braço de ferro. Ele era famoso pela força tanto na hora da diversão quanto na hora do trabalho. “Ele era muito forte e pegava dois sacos de cimento de uma vez e tudo o que ele fazia chamava atenção”, conta a irmã.

Depois de algum tempo, Bentão se apaixonou pelo paisagismo e desde então, não fazia mais outra coisa a não ser embelezar a cidade e trazer um colorido natural para a vida das pessoas. Foi assim com Neide, a viúva de Bento, ela nos conta que no ano 2000 o conheceu na Expoflora, claro, já que esse é o lugar de todo apaixonado por flores. O sentimento foi tão intenso que em três meses ela se mudou de Cosmópolis (SP) para viver sua história com Bento em Holambra. E que história, Neide conta que o homem não era só forte, simpático e trabalhador ele era forte de alma e a amou incondicionalmente.

Fruto desse amor é a Karoline Tobias, menina doce de 16 anos que relembra do pai com um brilho instantâneo nos olhos. Não é pra menos, Karolzinha era o xodó do pai e por ela ele fazia qualquer coisa. “Ele a mimava até demais. Tudo para a Karol tinha que ser do bom e do melhor. Ele trabalhava muito pra isso; pra ver a filha bem ”, conta a viúva.

Foi no ano de 2016 que a família teve uma notícia desagradável, Bentão foi surpreendido por um devastador tumor. Mesmo debilitado, ele não se rendia e continuava trabalhando e levando alegria para a vida das pessoas. Foram nove meses de luta contra doença e infelizmente ele não resistiu e faleceu no dia 28 de fevereiro de 2017, aos 60 anos de idade.

“Eu agradeço a Deus por ter conseguido me despedir do meu irmão. Ele segurou minha mão, disse que me amava e pediu para que eu cuidasse da Neide e da Karol. Hoje, em cada praça de Holambra eu sinto a presença dele, não tem como esquecer tudo o que significou pra nós e pra essa cidade”, se emociona Fátima.

Em outubro do ano passado, a praça em frente a prefeitura recebeu o nome de Bentão. A denominação foi proposta pelo prefeito Fernando Fiori de Godoy e aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal que dessa forma homenageou o ex-servidor público que trabalhou até os últimos meses de vida chefiando equipes do setor de Parques e Jardins. Para família, o legado é ainda mais significativo. Principalmente para a filha de Bentão que lembra do orgulho que o pai tinha em mostrar o que fazia e como fazia.

 

“Meu pai representa tudo pra mim, ele me levava pra ver os jardins, mostrava seu trabalho e fazia de tudo para eu me sentir bem.” Segundo a adolescente, a dedicação do pai fez com que ela fosse mais forte para enfrentar a perda. “Eu vi minha mãe e meus tios sofrendo e não me senti no direito de sentar e chorar. Eu tinha que fazer algo para ajudar naquele momento. Eu conversei com uma professora e ela me ajudou a entender o que estava acontecendo. Depois eu passei a ter mais força para enfrentar tudo”, conta Karol, que tem muito em comum com o pai. Colocar a necessidade dos outros na frente da própria era outra reconhecida qualidade de Bentão.

“Eu fiz um trabalho de sociologia sobre tombamento de patrimônio e escolhi a praça do meu pai pra poder lembrar dele e mostrar que ele se dedicou aqui na cidade. Eu sinto muito orgulho, pois sei que ele mesmo desenhava os jardins do jeito dele e fazia qualquer lugar ficar bonito”, finaliza.

O orgulho pelo pai realmente é nítido quando se conversa com Karol. Ela o carrega no plano de fundo do Smartphone, nos álbuns de fotos em redes sociais e tem um amor estampado no coração que transborda em meia dúzia de palavras.

O ex-servidor fez história em Holambra e está eternizado na vida de muitas pessoas. Quando você parar e admirar a beleza de uma praça da Cidade das Flores lembre-se que o local pode ter sido fruto dos rabiscos de Bentão. Ele deu vida, cores e sentidos em praticamente todos os cantinhos da amada Holambra.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.