06/08/2019

Polícia Municipal de Holambra alerta sobre perigos do cerol em pipas

Multa para quem for pego com cerol pode variar de três a 20 salários de referência

Da redação

Uma das brincadeiras mais antigas pode ser alvo de preocupação para moradores de Holambra. Soltar pipa é uma atividade muito divertida, que além de agradar as crianças, também desperta o sentimento lúdico nos adultos. Entretanto, o uso do cerol em pipas traz grande perigo para a população.

Em um vídeo publicado na página do Facebook da Polícia Municipal de Holambra, agentes alertam sobre os riscos o que o uso do cerol pode causar. E incentivam a denúncia, que pode ser feita pelo número 153.

                 

Lei

Conforme o artigo 132 do Código Penal, o ato de colocar a vida de outra pessoa em perigo fere a lei constitucional. Como é inimputável, o menor não será penalizado. Os pais, porém, podem ser qualificados no artigo 249 do Estatuto da criança e adolescentes (ECA) por ter permitido que seus filhos brinquem com substâncias perigosas.

Como penalidade terão de pagar uma multa que pode variar de três a 20 salários de referência. Dependendo do caso, o menor poderá ser também penalizado com medidas sócio-educativas.

Se a linha cortante conseguir matar, o crime passa a ser homicídio. A lesão corporal, crime previsto no artigo 129, prevê pena de detenção de três meses a um ano de detenção. Já o crime de homicídio prevê a pena de reclusão de seis a 20 anos.

Brinque com responsabilidade

Confira as dicas para brincar com pipas de maneira segura:

  • Empine pipas em locais abertos, longe da rede elétrica e das subestações de energia elétrica;
  • Nunca tente pegar de volta as pipas enroscadas nos fios;
  • As pipas não devem ser confeccionadas com papel metálico, pois metais são condutores de eletricidade;
  • Utilize linha sem cerol: ela pode provocar acidentes, curtos-circuitos e ainda interromper o fornecimento de energia

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.