09/07/2019

Polícia Municipal de Holambra alerta moradores sobre riscos do cerol em pipas

Município holambrense possui uma Lei Ordinária que proíbe a utilização de Cerol ou qualquer material cortante em linhas de pipas

Da redação

Com as férias escolares, ressurge a famosa “época de pipas”. Por esse motivo, a Polícia Municipal de Holambra reforça alguma orientações quanto ao risco que o uso do cerol em pipas pode trazer a população. Segundo os agentes, somente neste ano foram apreendidas 50 carretéis com a substância na cidade.

Foto: Polícia Municipal

O município holambrense possui uma Lei Ordinária (Nº532/2005) aprovada pelos vereadores na gestão do ex-prefeito Celso Capato, que proíbe a utilização de Cerol ou qualquer material cortante em linhas de pipas. Segundo a lei, uma multa de R$ 100 até R$ 200 deve ser aplicada aos maiores de idade que forem pegos portando materiais como cerol e linha chilena.

“O perigo é principalmente com motociclista e até mesmo ciclistas, tendo em vista o grande poder de corte, podendo dilacerar o pescoço dos usuários destes veículos. A Polícia Municipal está fiscalizando e fará a apresentação sempre que flagrar o uso destes materiais. Só neste ano, já foram apreendidos mais de 50 carretéis com este tipo de material, pedimos a conscientização dos adultos que fiscalizem seus filhos para não utilizar estes materiais cortantes para empinar pipas”, orienta o Comandante da Polícia Municipal, Antônio Giron.

Brinque com responsabilidade

Confira as dicas para brincar com pipas de maneira segura:

  • Empine pipas em locais abertos, longe da rede elétrica e das subestações de energia elétrica;
  • Nunca tente pegar de volta as pipas enroscadas nos fios;
  • As pipas não devem ser confeccionadas com papel metálico, pois metais são condutores de eletricidade;
  • Utilize linha sem cerol: ela pode provocar acidentes, curtos-circuitos e ainda interromper o fornecimento de energia.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.