05/09/2019

Organização responde críticas ao Rodeio de Holambra: “Nosso evento resgata a tradição”

Em nota, comissão organizadora diz que evento resgata tradições, não terá maus-tratos aos animais e não será feito com dinheiro público

Da redação

A Comissão Organizadora do Holambra Rodeio & Modão se manifestou sobre as críticas que vem sofrendo. Em nota, os organizadores rebateram os argumentos colocados pela Associação Movimento Viver Holambra, que tem ganhado destaque nas redes sociais nos últimos dias.

O Portal Holambrense publicou uma reportagem sobre os apontamentos da associação contra o rodeio, que acontecerá de 18 a 20 de outubro no município de Holambra [clique AQUI].

Leia a seguir a nota na íntegra:

Inicialmente esclarecemos que a comissão organizadora do HOLAMBRA RODEIO E MODÃO – “Resgatando a Tradição”, que organizou também eventos como: ESPRAIADÃO RODEIO E MODÃO E EXPOARTUR, cujo o presidente faz parte da comissão organizadora deste evento, fomos procurados por inúmeros munícipes de Holambra para que pudéssemos também realizar um evento deste tipo em nossa querida cidade de Holambra.

Esclarecemos também que Holambra já sediou inúmeros eventos semelhantes tanto nas dependências do clube FAZENDA RIBEIRÃO quanto no recinto da EXPOFLORA e até no bairro PINHALZINHO, evento este localizado na propriedade do saudoso VEREADOR APARICIO DE ALMEIDA e este rodeio que era organizado por um grupo de sua maioria de descendentes de holandeses denominado “ESTRELA DE PRATA”, sendo assim, um dos melhores eventos de rodeio da região que na época foi superior ao de RODEIO DE JAGUARIÚNA, por isso o HOLAMBRA RODEIO E MODÃO tem como slogan Resgatando a Tradição.  

Quanto a questão da segurança, serão tomadas todas as providencias que já é de praxe e com a experiência da comissão organizadora de inúmeros eventos, na parte interna toda parte de segurança do público será feita por uma empresa de segurança particular devidamente credencia pela Polícia Civil, que realiza a checagem da documentação de cada segurança contratado. A questão de infraestrutura, com engenheiros acompanhando a montagem e assinando a ART e ainda com vistoria do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar. Na questão externa ao evento será da mesma maneira feita como em todos eventos, com auxilio tanto da segurança Pública, Polícia Militar, Polícia  Civil e Polícia Municipal, quanto a expressão que foi citada pelos pessoas que procuraram este órgão de imprensa que virão pessoas mal intencionadas acreditamos seja preconceituoso e até uma questão de impedir o direito de ir e vir do cidadão garantido na Constituição Federal, pois o rodeio brasileiro atrai muitas famílias e muita gente de boa índole, assim como todo evento que é realizado em qualquer lugar.

A comissão organizadora já entrou com toda documentação necessária para expedição do devido alvará em cumprimento com as leis municipais, o evento também seguira a lei complementar 256.

Quando a questão dos maus tratos aos animais:

A comissão organizadora está empenhada em trazer o máximo de qualidade ao evento, inclusive tocante aos animais participantes. A realização do evento segue rigorosos critérios normativos, técnicos e legais, disciplinados pelas autoridades estaduais e federais, garantindo a segurança, saúde e bem-estar dos animais, sendo algumas delas:

  • Lei N°10.359 (30/08/1999)
  • Lei N° 10.220 (11/04/2001)
  • Decreto Lei N° 45.781 (27/04/2001)
  • Lei N° 10.519 (17/07/2002)
  • Decreto Federal N° 9.975/19 (16/08/2019)
  • Resolução SAA N°29/2019
  • Manuais de Boas Práticas para o Bem-Estar Animal em Competições-MAPA
  • Regulamento de Boas Práticas e Bem-Estar Anima – CNAR
  • Regulamento do bem-estar de touros de pulo nos eventos – ABTR

Previsto neste arcabouço normativo, o Responsável Técnico do rodeio é profissional da medicina veterinária, habilitado pelo MAPA – Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e pela CDA/SP – Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, ao qual incumbe a fiscalização presencial do cumprimento de todas normativas, estando no evento antes da chegada do primeiro e saída do último animal. A ele incumbe a inspeção de todos animais ao chegar no recinto do evento e após sua apresentação na arena, inclusive a inspeção de todos os equipamentos e arreamentos utilizados nas montarias, se reportando diretamente as autoridades Estaduais e Federais. Buscamos contratar os melhores criadores de animais do rodeio brasileiro, os quais trarão os melhores animais atletas para nosso evento. A preocupação deles com seus animais é extrema, desde sua saúde, através de vacinações e controle por exames realizados a cada 60 dias, dieta balanceada para animais de alto desempenho atlético, preparação física e transporte em veículos especiais, obviamente não permitindo qualquer atitude de abuso e maus-tratos a seu animal. 

Em recíproca, ofereceremos as melhores instalações possíveis para eles, proporcionando uma estada mais próxima possível do seu habitat domiciliar.

A Organização do Holambra Rodeio e Modão cumpre a risca as normas do Decreto Federal 9.975 de 17/08/2019 assinado pelo Presidente Jair Messias Bolsonaro e ainda Decreto Estadual SAA 29/2019 assinado na mesma data pelo Governador João Doria, Regulamento de Boas Praticas e Bem Estar Animal.

A comissão organizadora respeita a opinião dos munícipes reclamantes, mas também espera a compreensão por parte dos mesmos para que também respeitem a opinião da grande maioria que esperam ansiosos a realização do evento, e que todos possam estarem juntos neste evento que tem a intenção além de trazer entretenimento, lazer e também movimentar o comercio da cidade além de resgatar as tradições

Finalmente esclarecemos que nem um centavo de recurso públicos serão utilizados para custear o evento, os recursos serão provenientes da venda de patrocínios, comercialização da área de alimentação, venda de camarotes e ingressos na portaria do evento.

Sempre à disposição! 

A Comissão Organizadora


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.