07/06/2019

Martin Holandesa inaugura ponto de recarga para veículos elétricos em Holambra

A confeitaria e restaurante é a primeira no interior de São Paulo a contar com eletroposto

No final do ano passado, montadoras como Renault, Caoa Chery e Toyota anunciaram o aumento na produção de veículos elétricos no Brasil. A partir deste direcionamento importante no setor automotivo, a Martin Holandesa Confeitaria e Restaurante lançou, na manhã desta sexta-feira (06), um posto de abastecimento para carros híbridos e elétricos. O ponto de recarga fica no estacionamento do restaurante e conta com vaga exclusiva.

O ponto abastece veículos através do sistema INCHARGE, um serviço de recarga conectado a internet, que torna a mobilidade elétrica simples, fácil e acessível. O eletroposto é o primeiro em um restaurante na Região Metropolitana de Campinas (RMC), o que deve chamar a atenção de proprietários de veículos elétricos e potenciais clientes do sistema de energia renovável.

A iniciativa de instalar a tecnologia surgiu com a intenção de atrair novos consumidores e turistas para Holambra, em especial, para a Martin Holandesa Confeitaria e Restaurante, afirma o proprietário do estabelecimento, Frank Martin Gerritsen. O empreendedor reforçou que há um conjunto de soluções aplicadas pelo restaurante para garantir uma performance mais sustentável por parte da empresa. “A Martin Holandesa possui duas cisternas que fornecem água para limpeza e para o jardim do restaurante”, explica.

O abastecimento na Martin Holandesa é gratuito para seus clientes, mas o custo de uma hora de recarga (tempo médio para completar a bateria) gira em torno de cinco a dez reais, um custo mínimo, se comparado ao valor para encher o tanque com combustíveis comuns (valor estimado em R$140).

A empresa INCHARGE é responsável pelo gerenciamento e manutenção das estações de recarga instaladas e disponibiliza ao cliente relatórios gerenciais periódicos. O carregador permite a cobrança pela utilização do equipamento e/ou pela energia consumida.

Apesar do investimento inicial em um carro elétrico ainda ser alto para a maioria dos brasileiros, girando em torno de 150 mil reais, a longo prazo um veículo desse tipo gera economia, além de ser extremamente sustentável.

O publicitário e diretor da Associação Brasileira de Proprietários de Veículos Inovadores (ABRAVEI), Marcelo Dejon, veio de Petrópolis (RJ) à Holambra, rodando cerca de 530km com apenas uma recarga em seu veículo. “O carro elétrico é sinônimo de liberdade. Com ele você não depende de postos de gasolina, a manutenção e o IPVA são imensamente mais  baratos”, destaca Marcelo.

Uma alternativa para quem não tem condições de investir em um veículo híbrido ou elétrico é a conversão. Pelo menos cinco associados da ABRAVEI já converteram seus carros convencionais em elétricos. Entre os modelos convertidos estão um VW Fusca e um VW Gol. De acordo com Dejon, a mudança no tipo de energia rendeu uma vida útil maior aos veículos.

Para mais informações entre em contato com a Martin Holandesa pelo telefone: (19) 3802-1295  ou pelo e-mail: [email protected]


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.