28/12/2019

Gás de cozinha deve ficar ainda mais caro em Holambra

Com o reajuste, gás acumula alta de 10% em 2019 e consumidores de todo país devem contar com alta de 2% na hora da compra

Da redação

A Petrobras anunciou reajuste do gás de cozinha nesta sexta-feira (27). O aumento chegou a 5% e com isso, o preço de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP) para botijão de até 13 quilos já acumula alta de 10% em 2019. Os reajustes já começaram a ser aplicados para as distribuidoras. Holambra e outras cidades podem contar com o aumento na hora de trocar o gás em pelo menos 2%.

Este é o terceiro mês seguido de alta no valor do gás repassado pela Petrobras e o sexto reajuste do ano, o que acumula uma alta de cerca de 10%. Desta vez, o aumento promovido deve representar uma alta de 2% a 3% para os consumidores.

Rosângela Darque da Silva, moradora de holambra, reclama do valor do gás e diz que pode passar a ser inacessível para muitas famílias. “Tenho quatro crianças em casa e claro que utilizo muito o gás que só veio aumentando desde o início do ano. É um absurdo aumentar ainda mais, pois já está muito caro. Quantas famílias aqui vejo que passam dificuldade e chegam a ficar dias sem quando acaba. De pouco em pouco conseguirão deixar inacessível para os mais carentes”, opina a moradora.

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) decidiu acabar com a política de preços diferentes entre os diferentes botijões de gás em agosto. Mas segundo o CNPE, a resolução produzia distorções no mercado de gás e não garantia os descontos esperados para os consumidores comuns. Antes disso, a empresa fornecia o gás para vasilhames de até 13 quilos com preço mais baixo e compensava a diferença nos botijões maiores.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.