10/04/2019

Especialista fala de matéria orgânica no solo em palestra na FAAGROH

O palestrante comentou sobre as pesquisas desenvolvidas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, que tem 35 unidades no estado e mais 32 mil alunos

Informe Publicitário

A importância da matéria orgânica para o solo e a presença de microrganismos foram assuntos dissecados em palestra para alunos da FAAGROH (Faculdade de Agronegócios de Holambra). O evento aconteceu no campus da instituição no dia 28 de março com o palestrante Guilherme Canella, engenheiro agrônomo, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, campus de Barretos, e consultor do Grupo Ambipar.

O especialista comentou sobre as pesquisas desenvolvidas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, que tem 35 unidades no estado e mais 32 mil alunos. Somente no campus de Barretos, onde Canella leciona, são 1.500 estudantes. “Foi surpreendente conhecer aqui (campus da FAAGROH). Nunca tinha vista algo igual, bem interessante a estrutura”, comentou.

Sobre o tema da palestra, o engenheiro agrônomo falou sobre o percentual de matéria orgânica no solo e sua importância. “Temos que acrescentar matéria orgânica no solo. Os resultados são melhores quando se adiciona o Ecosolo”, informou, referindo-se ao produto de ponta comercializado pela Ambipar Eco Products.

Canella expôs que a empresa trabalha com o conceito de economia circular, na qual todos os serviços são aproveitados. “Para produzir o Ecosolo, usamos restos de cascas, raízes e galhos. Fazemos a análise e mandamos para compostagem. O material é picado e misturado para termos o composto. Após perder a umidade, é peneirado e depois embalado para comercialização”, explicou. “Isso garante padronização superior de nossos produtos”, afirmou.

“O que chama a atenção é a questão ambiental. O reaproveitamento dos resíduos, dos passivos ambientais, é o que se busca, e transformar isso em algo que traga benefícios para os agricultores. Nas nossas palestras lançamos a sementinha, e essa semente tem que germinar e trazer frutos no futuro. Esse é o objetivo”, definiu o professor. 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.