04/02/2020

Eleitor de Holambra tem até maio para regularizar título cancelado

O prazo se encerra dia 06 de maio para quem deseja votar nas eleições de outubro

Da redação

Os eleitores de Holambra têm até dia 06 de maio para regularizar seu título de eleitor cancelado. Esta medida serve para quem não votou nas últimas eleições ou não cadastrou a biometria no prazo dado pelo Tribunal Superior Eleitoral no ano passado.
Quem deseja vota nas eleições municipais de 2020, tem que correr ao Cartório Eleitoral e realizar a regularização do título. E a forma para ser atendido continua a mesma: o eleitor deve agendar seu atendimento através do www.tre-sp.jus.br e no dia agendado levar documentos de identificação oficial e original, comprovante de endereço atualizado e o título de eleitor original, se tiver.

Esta data limite é condizente ao último dia do ano antes do fechamento do cadastro eleitoral das eleições de 2020.
Ou seja, ninguém poderá se inscrever ou transferir o seu domicílio eleitoral dentro dos 150 dias anteriores à data de eleição. A partir de 7 de maio nenhum Cartório Eleitoral estará cadastrando novos eleitores. Somente após o termino das eleições de 2020.

A data estabelecida pela Justiça Eleitoral também se estende aos eleitores que contam com alguma deficiência ou mobilidade reduzida. Muitos destes eleitores pedem ao Cartório a mudança de sua sessão eleitoral para seção mais acessível.
Os mais jovens, que fazem 16 anos e desejam votar, ou aqueles que fazem 18 e tem o pleito como obrigatório, também tem até 06 de maio para se alistar (tirar o título de eleitor), assim como quem está com o título suspenso, deseja mudar dados pessoais e mudar local de votação.

As eleições municipais de 2020 será no dia 04 de outubro. O horário da votação é das 08h00 às 17h00.

……………………………………

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.