08/01/2018

Usinas próximas a Holambra não poderão queimar palha da cana-de-açúcar

Medida visa a conservação do Meio Ambiente, porém pode afetar principalmente aqueles que vivem do corte manual.

Da redação 

As usinas de São Paulo não podem mais queimar palha da cana-de-açúcar. A medida estipulada visa a conservação do Meio Ambiente, porém pode afetar principalmente aqueles que vivem do corte manual. Ao longo de dez anos, os municípios foram se adaptando e, agora, após acordo entre usinas e governo estadual, o interior paulista estará livre da chuva de cinzas.

As colheitas serão realizadas apenas por máquinas, evitando que tudo fique coberto pela queima da palha da cana. Segundo estimativa da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo, na última década, 65 milhões de toneladas de poluentes deixaram de ser lançadas na atmosfera.

Existem duas usinas açucareiras a menos de 20 km de Holambra. Ester Maria considera positiva a decisão, já que a fuligem das queimadas, segundo ela, pode ser sentida no município. “A usina de Cosmópolis (SP) vive fazendo esse tipo de queimada. Às vezes até chega a assustar, principalmente à noite”, reclama.

Mário Osório é um dos cortadores prejudicados pela decisão. “A gente acaba sofrendo porque é uma habilidade que não serve para muita coisa e, agora, está difícil de arrumar serviço”, lamenta. Desde 2007, o setor profissionalizou 400 mil cortadores de cana. Mas, para a maioria, o fim das queimadas trouxe um fator negativo, com a baixa procura pelos serviços.

Atualmente, o maquinário consegue recolher em média 40 toneladas de cana por hora, trabalho equivalente a pelo menos dez homens.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.