30/11/2017

Uber passa a funcionar em Holambra e irrita taxistas

Aplicativo promete corridas 60% mais baratas

Da redação 

Moradores de Holambra já podem utilizar o Uber, empresa que oferece transporte através de aplicativo e que promete corridas até 60% mais baratas do que as de táxi. Mesmo com o baixo número de motoristas cadastrados na ‘Cidade das Flores’, já é possível calcular o valor do serviço no município. A maior parte dos usuários de transporte se mostrou a favor do aplicativo, enquanto os taxistas, principais concorrentes, são rigorosamente contra.

Ao caminhar pela Rota dos Imigrantes, no centro de Holambra, a equipe do Portal Holambrense calculou, através do aplicativo, o valor de uma corrida até o Moinho Povos Unidos, na entrada da cidade. O valor? R$ 5,89. Se calculado da Praça do Pioneiro, onde fica o mais tradicional ponto de taxi holambrense, o preço para o mesmo destino cai para R$ 5,75 – mais de 60% a menos do que ir de táxi, já que o trajeto, segundo Valdemir Mangueira, taxista há 11 anos, custa R$ 15.

 

Mangueira ainda revela que não é só o Uber que vem prejudicando o serviço. “Agora tem esse ônibus da Prefeitura que passa de meia em meia hora e que é de graça. Assim dificulta bastante”, revela. Ainda segundo o motorista, o número de corridas, que em anos anteriores chegava a 12 por dia, agora não passa de 5. “Eu acho que só vai piorar. A gente paga para trabalhar e eles não”. Ele ainda admite que 15 reais é o valor para praticamente qualquer lugar do município. “Esse vai ser o preço para daqui até a esquina”.

Foi em 2000 que Luiz Wilson fez a primeira corrida como taxista em Holambra e, desde então, nunca mais parou. Mas as coisas não são tão fáceis como antigamente. Sentado ao lado da Praça do Pioneiro, Wilson joga baralho com os colegas enquanto afirma que os motoristas de Uber o estão prejudicando. “Tem poucos motoristas, mas eles já estão trabalhando e atrapalhando. Vou matar eles”, afirma, num tom de brincadeira com a intenção de ser engraçada.

Maria Eduarda, mesmo sem utilizar taxi no município, é a favor do aplicativo. “Para mim, tudo que vier para ser mais barato tem que vir para ficar. Não adianta cobrar mais caro e ficar com raiva, quem trabalha com táxi vai ter que aprender a atender melhor o consumidor”, conclui. É a mesma opinião de Vera do Carmo, que, uma vez por mês, gasta R$ 20 reais com táxi. “Se você me disser que vou poder fazer o mesmo caminho por R$ 5, não tem como achar ruim”.

Os serviços de Uber em Holambra estão disponíveis em duas categorias: Uber X, que utiliza veículos mais compactos e com valores mais baixos, e Uber Select, que seria uma intermediária entre a categoria X e a Black, mais cara, ainda não disponível no município. De acordo com comunicado para a imprensa, a opção  Select oferece carros mais confortáveis por um preço até 20% maior do que o do plano X, em média.

Regulamentação

No início de novembro, por 46 votos a 10, os senadores alteraram três pontos do texto que chegou da Câmara dos Deputados. O documento havia sido elaborado a pedido de sindicatos e cooperativas de táxis, e apresentou estas mudanças:

  • Os carros usados por motoristas de aplicativos não precisarão usar uma placa vermelha, que é a que identifica carros de aluguel e em cidades como São Paulo custam atém 60.000 reais;
  •  Condutor do veículo não precisará ser o dono dele. Ou seja, o motorista pode dirigir veículos alugados ou de outras pessoas;
  • Às prefeituras só caberá a fiscalização dos motoristas, não mais a autorização para que ele trabalhe na cidade. Assim, cada aplicativo terá de informar ao Executivo Municipal quem são os motoristas cadastrados e eles estarão sujeitos à essa fiscalização. Por causa das mudanças, a Câmara precisa votar novamente o projeto, antes de ele seguir para a sanção presidencial.

O ministro Henrique Meirelles e o presidente da Uber, Dara Khosrowshahi (Reuters)

A votação foi bastante comemorada pelos mais de 17 milhões de usuários do aplicativo no país, porém, foi rechaçada pelos taxistas e sindicalistas, que pedem mais regularização e taxação ao serviço.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.