03/12/2017

Presidente da Câmara Jovem avalia política de Holambra

Lukas Figueira explica como foi presidir a casa em 2017

Da redação 

Chegou ao fim mais um exercício da Câmara Jovem de Holambra, que estava em seu 7º ano. Os nove adolescentes que participaram da iniciativa agora avaliam o período em que elaboraram 24 indicações ao Executivo. Entre eles, jovens que almejam um espaço no cenário político municipal ou, quem sabe, nacional.

Para conversar um pouco sobre como foram as atividades no ano, o Portal Holambrense falou com Lukas Figueira de Lima, de 16 anos, que foi quem presidiu a casa no período. O jovem estuda na Escola Ibrantina Cardona e, a princípio, nem pensava que seria eleito. No fim, o morador do bairro Imigrantes chegou ao comando da Câmara Jovem, obtendo destaque nas sessões com suas indicações à Prefeitura.

O adolescente, na entrevista, fala da responsabilidade com a qual teve de lidar na época e avalia o que aprendeu sobre política após a experiência. Cinfira a entrevista na íntegra:

Como foi participar da Câmara Jovem? Ótimo. Adquiri novos conhecimentos e amigos. Conheci meios que me ajudaram a expor os problemas aos quais relatei e buscar soluções, ou pelo menos informá-las as autoridades responsáveis. Além de ter momentos bem divertidos.

Como foi encarar a responsabilidade de presidir a casa? Tudo que fazemos exige responsabilidade, porém, quanto a presidir, foi complicado em alguns momentos. Em outros, foi tranquilo, mas seria muito mais difícil sem a ajuda dos funcionários da Câmara que nos deram apoio.

Que visão você tinha da Câmara e dos vereadores antes de assumir a Câmara Jovem? Minha visão sobre eles era imparcial, não imaginava que fosse de tamanha importância o papel deles no município.

E agora, qual sua visão? Vejo que eles têm grandes responsabilidades, de modo que tal responsabilidade deve ser imposta a pessoas capazes e de boa índole, como se espera.

Você pretende entrar na política futuramente? No momento não, mas, futuramente, quem sabe. Nesse mar de possibilidades, quem sou eu para dizer algo sobre futuro que me aguarda?

Como você vê o cenário atual da política em Holambra? Acredito que está processo de mudanças e evoluções necessárias. Devemos deixar velhos tempos para irmos a novos futuros e aprender durante o caminho.

Você acha que o tempo foi suficiente para elaborar tudo que queria? Por quê? Acredito que podia ter feito mais. O programa Vereador Jovem deveria aumentar o número de sessões e atuar por mais tempo.

Que recado você deixa aos outros jovens da cidade que pensam em participar da política, mas ainda tem algum receio? Bom, para aqueles que buscam participar da política na cidade, saibam: Vocês reapresentam os jovens, o futuro, a esperança e a crença de que o Brasil deve, pode e vai melhorar. Então pensem muito bem nas responsabilidades que pretendem assumir e no que representam como vereadores jovens.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.