07/01/2018

Número de casas próprias aumenta 28% em Holambra

Nos últimos sete anos, 4.279 famílias moram no município sem precisar pagar aluguel

Da redação 

O número de casas próprias em Holambra sofreu um aumento considerável nos últimos sete anos. Segundo dados da Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp), 4.279 famílias moram sem precisar pagar aluguel no município, contra apenas 3.333 contabilizadas em 2010. Ou seja, em sete anos, o número de casas próprias saltou 28,38%.

O resultado chega a ser maior do que a média da Região Metropolitana de Campinas (RMC), que registrou aumento de 18,74% – de 871.471 casas próprias em 2010, foi para 1.034.833 em 2017. O número evidencia a realidade da maioria das famílias da região e, também, de Holambra: o aluguel.

Marcelo Oliveira, de 56 anos, mora com os três filhos e a esposa em uma casa alugada no bairro Imigrantes. De acordo com ele, o sonho de ter uma casa própria é utopia. “A gente até gostaria, mas realmente não tem como. A entrada de uma casa própria custa mais do que tudo que tenho guardado, e aí o jeito é viver de aluguel”, confessa.

Já Melissa Martinez sonha com as casas populares, antigo desejo de muitos moradores em Holambra. “Em Artur Nogueira nós vimos a quantidade enorme de famílias que foram beneficiadas pelo Minha Casa Minha Vida, e aqui em Holambra, até agora, nada. Dá muita agonia porque o aluguel está cada vez mais caro e não há nenhuma previsão de sair desta situação.

Um projeto do Executivo previa a construção de 200 casas para moradores com renda mensal de zero a três salários mínimos – Faixa 1. Uma casa modelo foi construída no Imigrantes há alguns anos, mas – até o momento – segue abandonada. Entre 2014 a 2015, cerca de três projetos referentes ao programa foram apresentados em sessão na Câmara dos Vereadores. Dois anos depois, o tema voltou a ser pauta no Legislativo.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.