12/08/2017

Mercado das Pulgas atrai sete mil pessoas em Holambra

Evento aconteceu na tarde deste sábado (12)

Michael Harteman

Holambra conta com uma série de eventos culturais e comerciais importantes. A ‘Cidade das Flores’ atrai milhares de turistas ao longo do ano. Mas não é só de pétalas e do colorido característico que a cidade vive. Imagine um mercado onde é possível encontrar de tudo, desde roupas até objetos de colecionador, com montadores de stands vindos de vários municípios e um público que ultrapassa a casa de seis mil pessoas. Pois é, esse é o Mercado das Pulgas, evento tradicional na Holanda e que, também, faz parte do calendário oficial holambrense. A 21ª edição aconteceu neste sábado (12), e levou pelo menos sete mil pessoas ao trecho revitalizado da Alameda Mauricio de Nassau e no galpão aberto do Clube Fazenda Ribeirão.

No total, 164 stands foram montados. Um deles era do aposentado Hamilton Andrighetti. Apaixonado por cédulas e moedas antigas, ele conta que algumas peças podem ser vendidas por até R$ 40. “A gente acaba comprando mais do que precisa, como eu tinha espécies repetidas, resolvi vir para para vender e divulgar a coleção em geral”, explica Andrighetti.

Mexer com dinheiro sempre fez parte da vida desse simpático senhor que, antes de se aposentar, era bancário. “Foi natural, quando vi já estava colecionando”, exclama. Até moeda do tempo do império romano faz parte dos objetos vendidos pelo aposentado.

Luiz da Silva, engenheiro civil, é morador de Holambra e afirma que já faz tempo que participa do evento. “Todo ano eu venho, nós vamos renovando as coisas que temos dentro de casa e vamos trazendo coisas de qualidade e com um bom preço para ”, explica Luiz.

Além de ter encontrado uma enorme variedade de produtos, o visitante do Mercado das Pulgas pode desfrutar de um ambiente de muita amizade e, se quisesse, ter feito boas amizades.Petrus Schoenmaker, um dos ícones da Expoflora, marcou presença nos stands do Mercado das Pulgas. Conhecido como Piet, o humorado senhor comentou sobre a eventualidade. “Um evento muito bom, gosto de vir para comprar livros, e após lê-los, repasso para a biblioteca, não tenho mais idade para guardar coisas”, conta Schoenmaker, aos risos.

Os stands começaram a ser montados bem cedo, às cinco da manhã. Um deles é do mecânico de produção Rafael Panini, de Pedreira (SP). Seu espaço atrai diversos amantes dos videogames. Entre os produtos é possível encontrar consoles antigos e que foram sucesso nos anos 80 e 90.

“Eu sou um colecionador de videogames antigos há 11 anos e participo de diversos eventos alternativos aos finais de semana. Gosto bastante de vir para o Mercado das Pulgas de Holambra, o público é muito bacana”, pontua Panini.

A diretora do departamento de Cultura de Holambra, Alessandra Caratti, destaca que a adesão ao evento é cada ano maior. “É um evento que vem crescendo ano a ano, e esta edição está nos surpreendendo”, afirma Alessandra.

Além do grupo de organizadores, o Mercado das Pulgas conta com o apoio da prefeitura de Holambra e movimenta os moradores e turistas uma vez por ano.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.