08/09/2017

Holambra registrou mais de mil analfabetos em último censo do IBGE

Segundo pesquisa, 11,5% dos habitantes com mais de 15 anos não sabiam ler ou escrever

Da redação

Hoje, 8 de setembro, comemora-se o Dia Mundial da Alfabetização. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no ano de 1967, com o objetivo de discutir questões relacionadas com a alfabetização em todo o mundo, bem como fomentá-la em vários países.

Em Holambra, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 1.081 moradores com mais de 15 anos não sabiam ler e escrever em 2010, ano em que o último censo foi realizado.

A última pesquisa do IBGE sobre o índice de analfabetismo em pessoas com mais de 15 anos em Holambra fora realizada ainda em 2010, quando a população do município era de 11.299 pessoas. O número de analfabetos correspondia, à época, a 11,5% do total de habitantes com mais de 15 anos.

Se for feito o cálculo proporcional, já que não foram realizadas novas pesquisas desde 2010, é necessário avaliar proporcionalmente o número de analfabetos com mais de 15 anos tendo em base o aumento da população, lembrando que a estimativa não pode ser considerada oficial.

Recentemente, a população de Holambra atingiu a marca de 14.012 habitantes. Se for mantida a mesma porcentagem de analfabetos calculada em 2010, ou seja, 11,5%, o número de pessoas que não sabem ler ou escrever em 2017 seria de aproximadamente 1.600.

No entanto, algumas ações buscaram diminuir a taxa de analfabetismo na ‘Cidade das Flores’ nos últimos sete anos, como a realização do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) na escola Parque dos Ipês. Os estudantes são divididos em duas turmas (1º ao 5º ano e 6º ao 9º) e contam, além das aulas, com transporte e alimentação gratuitos. O objetivo, de acordo com a Prefeitura, é dar oportunidade de estudo e desenvolvimento integral a todos aqueles que, por ventura, não tiveram a chance de cursar ou concluir o Ensino Fundamental anteriormente. Segundo o Executivo, esse é “um programa que proporciona cidadania, integração social e inserção ao mercado de trabalho”. As aulas ocorrem das 19h às 23h.

Avaliação Nacional de Alfabetização

O resultado obtido por Holambra na última Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), realizada em 2014, com alunos do 3º ano do Ensino Fundamental ocupou posição de destaque. De acordo com a prova, 95,71% dos holambrenses desta série, com 8 anos de idade, foram considerados alfabetizados e aptos a escrever.

A nota do estudo, feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), é superior às médias estadual (85%) e nacional (66%). O índice de ausência na prova ficou abaixo de 2%.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) está relacionado com a alfabetização e com o letramento. No último levantamento realizado pelo IBGE em Holambra, também em 2010, o IDH Municipal registrou o valor de 0,793, índice considerado alto para o instituto.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.