08/02/2018

Holambra registra dois acidentes de trabalho por mês

Estatística se refere ao período entre 2012 e 2016

Da redação 

Holambra registrou, entre 2012 e 2016, dois acidentes de trabalho por mês. A estatística é fruto de uma pesquisa realizada pelo Smartlab, em parceria com o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho. Segundo a entidade, o número de afastamentos causados por acidentes de trabalho diminuiu em 2016 (último ano contabilizado). Porém, no mesmo período, foram registradas duas mortes no município.

De acordo com os números levantados pelo observatório, os acidentes de trabalho mais comuns em Holambra são lesões nas costas, cortes e fraturas na altura das mãos e punhos e nos pés e tornozelos – 12 casos de cada foram contabilizados. Logo após vêm as lesões no ombro (nove casos) e fratura do antebraço (oito casos).

Já entre os estabelecimentos que mais registraram casos de acidentes, os campeões de ocorrências são comércio atacadista de animais vivos, alimentos para animais e matérias-primas agrícolas (nove casos), abate de suínos e aves (sete casos) e comércio varejista (cinco casos). Atividades de apoio à pecuária e fabricação de alimentos para animais obtiveram quatro casos cada.

Dos cinco anos registrados pelo observatório, 2012 foi o que mais gerou gasto previdenciário proveniente de afastamento por acidentes de trabalho. Cerca de R$ 226.880 foram aplicados no período. Ao todo, de 2012 a 2016, foram gastos R$ 737.640 e perdidos 13.181 dias de trabalho.

Fatalidades

Por mais que se observe um padrão no número de acidentes de trabalho, a quantidade de fatalidades em decorrência desses casos não segue a mesma lógica. Em 2012, ano em que mais se gastou com auxílio-doença na ‘Cidade das Flores’, duas mortes foram confirmadas no município. Já em 2014, uma fatalidade foi registrada, enquanto que em 2016 duas mortes ocorreram.

Smartlab

O Smartlab de Trabalho Decente é um laboratório multidisciplinar de gestão do conhecimento instituído por meio de um acordo de cooperação técnica internacional entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) com foco na promoção do trabalho decente no Brasil.

O laboratório também fomenta a realização de oficinas de troca de saberes e experiências, principalmente de práticas inteligentes orientadas para o desenvolvimento de habilidade de pesquisa e gestão do conhecimento (com base, em especial, na ciência de dados e nas disciplinas de estatística, demografia, economia, tecnologia da informação e econometria).

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.