27/08/2017

Diretora de Turismo e Cultura de Holambra fala sobre a importância da Expoflora

Alessandra Caratti comenta os destaques da maior feira de flores da América Latina

Da redação

A 36ª Expoflora acabou de começar. Ao todo são 36 anos da maior feira de flores da América Latina. Quer mais? Cerca de 300 mil visitantes são esperados à Holambra nas próximas cinco semanas. Ainda achou pouco? Bom, talvez a entrevista com a diretora de Turismo e Cultura de Holambra possa lhe esclarecer que, sem dúvidas, a Expoflora é o maior evento da ‘Cidade das Flores’.

Alessandra Caratti, nesta entrevista, comenta o porquê dos holambrenses (até mesmo aqueles que já foram diversas vezes prestigiar as atrações da feira) devem vir e aproveitar a Expoflora mais uma vez. De acordo com os organizadores, a feira gera 1.800 empregos diretos e mais de 5 mil vagas indiretas. O reflexo econômico na região de Campinas (SP), ainda de acordo com a organização, chega a R$ 24 milhões.

Acompanhe a entrevista com Alessandra Caratti e descubra (ou redescubra) a importância da Expoflora na ‘Cidade das Flores’.

Qual o peso de um evento como a Expoflora no turismo e na visibilidade de Holambra? A vocação de Holambra para o turismo deve muito à força do setor de flores e à Expoflora, que é a maior vitrine das belezas produzidas aqui. A festa reúne todos os anos mais de 300 mil visitantes vindos de todo o país, movimenta a economia em toda a região e gera uma mídia espontânea bastante expressiva, valorizando e dando grande visibilidade ao município. Tudo isso contribui de maneira decisiva para o fortalecimento do turismo em Holambra.

Qual a importância em manter traços da cultura holandesa no município? A Expoflora pode auxiliar também nesse aspecto? A preservação da cultura holandesa é muito importante do ponto de vista de identidade, além de ser também fundamental para manter forte a vocação de Holambra para o turismo. A arquitetura, a gastronomia, a história, os costumes. Tudo isso faz da nossa cidade um lugar diferente, único. E a Expoflora cumpre um papel importante quando falamos em manter vivas as tradições. Seja através da dança folclórica ou da própria repercussão da festa, que reforça na comunidade o orgulho de viver em um lugar especial.

Como Holambra se prepara para receber, durante as próximas semanas, mais de 300 mil visitantes? Holambra se prepara durante todo o ano para que os moradores vivam com bem-estar e para que os turistas, consequentemente, possam apreciar a qualidade de vida que a cidade proporciona. O prefeito Dr. Fernando é um administrador extremamente dedicado, que busca constantemente melhorias e investimentos para que o município tenha condições de manter e ampliar sua infraestrutura. E isso faz toda a diferença. A atividade turística cresceu muito ao longo dos últimos anos por conta da experiência positiva que a cidade permite aos visitantes.


“A Expoflora cumpre um papel importante quando falamos em manter vivas as tradições”


A que você atribui o fato dos produtores de Holambra não sentirem o peso da crise como em outros lugares do país? Onde a Expoflora se encontra neste aspecto? Quase 50% do mercado nacional de flores, que vem crescendo nos últimos anos mesmo diante da crise, passa por Holambra. É um setor forte e que tem resistido às dificuldades. E a Expoflora é importante também nesse sentido. É um evento de grande repercussão que coloca as flores e o mercado em evidência, que renova tendências, que encanta e conquista as pessoas e que estimula o consumo.

Por que os holambrenses, que já conhecem a Expoflora, devem retornar ao evento este ano? A Expoflora é uma festa que surpreende e que se renova ano a ano em atrações, espaços, decorações e na própria experiência que ela oferece aos visitantes. É, além disso, um evento da cidade, que reforça muito do que Holambra tem de melhor. E o morador é parte essencial disso tudo. Por esse motivo, o prefeito Dr. Fernando buscou junto à organização a parceria para viabilizar a entrada dos holambrenses com o Cartão Cidadão. É uma ação inédita e um privilégio importante, que fortalece ainda mais esse vínculo.

Qual o maior desafio no gerenciamento do município durante os dias de evento? O evento, pelas proporções que tem, impõe adequações pontuais de logística, trânsito e atendimento ao turista. É um fluxo muito grande, sobretudo de veículos, em um curto espaço de tempo. Esse, acredito, é o maior desafio nesse período. Organizar os acessos e as informações de maneira que a cidade possa atender com conforto e qualidade a população e um número de visitantes que chega a ser mais de 20 vezes maior do que o número de habitantes em apenas 30 dias.

O que o fato de Holambra ser o centro da produção de flores no país traz ao município? Geração de emprego e renda, novos investimentos e a forte vocação para o turismo, sobretudo de negócios.

O que você gostaria que os mais de 300 mil visitantes levassem de Holambra? Momentos inesquecíveis, uma experiência turística positiva que propicie o retorno, a vontade de voltar, e, acima de tudo, o exemplo de gestão e de qualidade de vida que a cidade é hoje para o Estado e para o país. Holambra, assim como a Expoflora, é um lugar único e encantador.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.