14/12/2017

Cinco jovens asseguram teste no Corinthians em seletiva realizada em Holambra

Na próxima etapa, prevista para março, os jogadores vão passar uma semana na sede do clube para dar continuidade às avaliações

Se uma palavra pudesse definir o sentimento dos 323 jovens e crianças que participaram no último sábado, 9 de dezembro, da seletiva do Corinthians em Holambra, ela seria “esperança”. Com sonhos presos à chuteira, os aspirantes a atletas de 8 a 14 anos de idade disputaram amistosos e mostraram em campo seu talento e vontade ao olheiro do atual campeão brasileiro Ricardo Oliveira. Cinco foram selecionados para testes que acontecem em março no Parque São Jorge, em São Paulo, casa do clube.

A peneira, organizada pela Prefeitura, foi aberta a jovens nascidos entre os anos de 2003 e 2009, moradores de Holambra e região. Entre os escolhidos, duas pratas da casa e três visitantes de Jaguariúna (SP), Mogi Mirim (SP) e Artur Nogueira (SP).

Aluno da escolinha de futebol da Prefeitura de Holambra há mais de sete anos, o santista Eduardo Pereira de Lima, de 13, confessa que mesmo preparado não achou que seria selecionado pelo olheiro. “Quando eu cheguei e vi centenas de garotos muito bons eu fiquei bem nervoso, mas quando comecei a jogar a ansiedade passou e procurei focar no jogo e esquecer o público”, conta.

Eduardo disse ainda que adora os treinos na cidade. “Agradeço muito ao professor Tica, ao Junior e ao Silvio [diretor e chefe do departamento de Esportes, respectivamente]. As aulas são muito boas, somos bem instruídos e o campo do Estádio é ótimo”.

Apaixonado por futebol e jogador desde os quatro, o corintiano Pedro Henrique Monteiro da Silva, de 10 anos, é morador de Jaguariúna (SP) e diz ter se preparado muito para a peneira. “Pra falar a verdade eu achei que ia passar. Fui pronto para que isso acontecesse, mas confesso que estava difícil, marcação pesada e o nível de exigência deles é grande”, disse. “Atualmente eu treino como atacante na base da Ponte Preta, em Campinas. Meus pais estão sempre comigo me incentivando a conquistar meu sonho”.

Os jogos foram divididos em etapas de 20 minutos cada com atletas separados por idade.

Quem também foi confiante para o desafio foi o nogueirense Leonardo Pinheiro da Silva. “Me preparei bastante pro jogo e procurei esquecer a pressão. Foi a primeira vez que participei de uma peneira”, disse. “Eu jogo futebol quase todos os dias na escolinha da Prefeitura de Artur e na escola do São Caetano”.

Juliano Lanhellas Bernardes, que tem 11 anos e mora em Mogi Mirim (SP), adorou o gramado do Estádio e espera voltar para Holambra em outras oportunidades. Na primeira passagem pela cidade, garantiu a vaga nos testes do Timão. “Foi tudo muito bem preparado. Todos os meninos eram muito bons, o que torna as partidas mais difíceis”, avaliou. “Eu já estou acostumado com peneiras. Essa foi a quinta. Meu avô Henrique está sempre comigo e me acompanha em todos os jogos em todas as cidades”.

De acordo com o diretor municipal de Esportes, José Roberto Maganha Junior, o departamento ofereceu toda a estrutura necessária para que os jogos acontecessem, desde a realização da triagem para separação dos atletas por categorias até a execução da arbitragem e organização das equipes para entrarem em campo. Segundo ele, as inscrições foram bem equilibradas no que diz respeito à idade, mas a maioria dos atletas estavam na faixa dos 12 a 14 anos. “Ao final de cada duas partidas, o Ricardo, olheiro do Corinthians, reunia os participantes em grupos, conversava com eles, dava dicas, passava suas impressões. Essa foi uma oportunidade grandiosa para que as crianças tivessem um retorno de um profissional experiente e que atua na série A do futebol brasileiro”, disse.

Além de Pedro Henrique, Leonardo e Juliano, foram selecionados na peneira os holambrenses Eduardo, centroavante, e Gabriel, goleiro.

Na próxima etapa, prevista para março, os jogadores vão passar uma semana na sede do clube para dar continuidade às avaliações.

Holambrenses se destacam em Pedreira

Um dia antes da peneira em Holambra, dois jogadores da cidade participaram de seletiva no município de Pedreira (SP). Atletas da equipe Pérola Negra, que disputaria uma final de campeonato no bairro Palmeiras no mesmo horário da avaliação no Estádio Municipal, eles decidiram tentar a chance fora e,também, foram selecionados por Ricardo Oliveira para os testes no centro de treinamento do Corinthians.

O meio-campo Vinicius de Pina, de 12 anos, é um deles. Ele que joga e faz aula na escolinha da Prefeitura e no time do Pérola Negra, com o professor Jhoni. “É muito complicado mostrar tudo o que se sabe em apenas 20 minutos”, disse. “Foi bem legal, dei o melhor de mim apesar do pouco tempo, fui confiante, só tenho a agradecer aos meus pais que sempre estão junto dando conselhos e o apoio que preciso”.

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.