30/07/2017

Cãominhada reúne 300 pessoas em Holambra

4ª edição do evento arrecada fundos para dona Nelly, moradora que cuida de animais de rua

Da redação

A 4ª edição da Cãominhada de Holambra ocorreu neste domingo (30) às 8h30. O trajeto começou na Praça dos Coqueiros e mais de 300 pessoas e 130 cães participaram. Com apoio de diversas empresas de produtos pet, todo o valor arrecadado com as inscrições será revertido para a dona Nelly, uma senhora que  se dedica em prol de animais de rua.

capa-1501437846

Patrícia Brunhani é uma das organizadoras do evento e afirma que quem esteve presente se divertiu. “Hoje, uma equipe de cães da Bayer realizou uma apresentação de Agility – esporte baseado no hipismo praticado por duplas compostas de um cão e seu condutor, com objetivo de terminar a prova sem cometer infrações e no menor tempo possível – “, comenta. “Houve também o sorteio de brindes e a apresentação do adestrador, que deu dicas importantes  sobre nossos pets“, explica Patrícia que levou a família e, também, sete animais.

Além disso, a cãominhada contou com local para foto instantânea, onde os donos podiam registrar momentos felizes com seus pets e levar as fotos para casa gratuitamente.

Solange Maria Pereira participou pela primeira vez do evento levando o casal de Golden Retrivers, Godofredo e Maricota. “Os trouxe aqui hoje por três razões: a socialização deles com outros cães, o exercício físico, que é extremamente necessário para animais grandes e, principalmente, o passeio em família”, afirma.

A socialização também foi o maior motivo que fez com que Luciana Bonart, dona de Docinho, o levasse ao evento. O cão é idoso, não tem todos os dentes e não pode andar muito, mas mesmo assim, a dona fez questão de estar presente na cãominhada. “Docinho foi adotado da rua, e já há um ano que se tornou parte da família”, conta.

1 (119)-1501437918

Gustavo Luís Vieira da Silva é adestrador há quatro anos e foi ao evento para mostrar aos donos dos cães, entre outras coisas, quais as melhores maneiras de lidar com os pets teimosos e que puxam o dono durante o passeio. “Já existem alguns equipamentos novos no mercado, novas tecnologias que melhoram o passeio”, disse.

Para quem não pode prestigiar a apresentação, Silva deixa um conselho. “Espere o tempo do cão. Muitos donos querem que o cão aprenda tudo do dia pra noite, mas não é assim”, explica. Segundo o adestrador, cães aprendem de forma associativa. “Ele associa coisas boas e ruins ao comportamento, e tudo isso demanda tempo. Não tenha pressa. Encare todo o contato que você tem com seu cão como um treinamento”, admoesta.

Adote um cãozinho

Uma das participantes do evento, Adriana Costa Bertoni,  levou a cadelinha  Guinha, uma vira-lata de aproximadamente três anos,  com a finalidade de oferecê-la à adoção. “Pegamos a cadelinha na rua, castramos, vacinamos, cuidamos e a levamos ao veterinário. Guinha está com a saúde em boas condições, é dócil com humanos e se dá muito bem com outros animais”, afirma Adriana. Interessados em adotar Guinha devem entrar em contato com Adriana Costa Bertoni através do telefone (19) 9 9131-6527.

1 (115)-15014379901 (106)-1501437987

Confira outras fotos:

……………………………………..

Tem uma sugestão de reportagem? Clique aqui e envie para o Portal Holambrense.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Comentários

Não nos responsabilizamos pelos comentários feitos por nossos visitantes, sendo certo que as opiniões aqui prestadas não representam a opinião do Grupo Bússulo Comunicação Ltda.